Mostrando postagens com marcador Evangelho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Evangelho. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Exegetas

Trazendo à luz um fato que me deparo toda vez que entro em contato com protestantes, é que creem possuírem exímios dotes de entendedores das escrituras, da qual, se auto-proclamam exegetas, talvez porque leram algumas teorias teológicas de seus próprios meios na internet, e acabam juntando a isso, o mito de que Católicos são analfabetos bíblicos. Essa mentirinha que corre em seus bastidores, não passa de um tiro no próprio pé, antes de ser algo para se vangloriarem, de tal modo que, quando se deparam com um Católico que sabe manusear bem seus instrumentos de batalha, acabam se virando para seus próprios caminhos e seguem enganando a si mesmo e a outros (Judas 1,18-19).

sábado, 19 de março de 2016

A Religião da Nova Era

A transição da era conhecida como Contemporânea para a Nova Era que culmina na Nova Ordem Mundial, teve seu preâmbulo em 11 de Setembro de 2001, porém, com evidências verossímil a partir de 2012. Para quem achava que isso era imaginação de mentes com alguma pertubação psíquica ou aquele besteirol de teoria da conspiração, eis a realidade desnuda e patrocinada por ninguém mais que a ONU e em ritmo acelerado. Também estão inseridos neste contexto, os fortes interesses de mega-empresários e movimentos políticos marxistas. 

Este novo sistema mundial, trata-se de uma revolução na ordem social universal pela desconstrução dos valores morais, sociais, humanos, familiares, educacionais e religiosos milenares judaico-cristão. Todos estes perderam repentinamente sua significação e direção pelo conceito embusteiro do politicamente correto que abarca todas estas esferas. 

sábado, 12 de março de 2016

A Grande Prostituta Moderna

Com relativa frequência nos deparamos com protestantes se referindo raivosamente a Igreja Católica como Babilônia a Grande prostituta. Por outro lado, este ruído que fazem contra a Igreja de Cristo, é apenas uma das ferramentas de proselitismo para angariarem cristãos sem instruções para suas fileiras de dizimistas mantenedores. Por outro lado, pelas próprias características do protestantismo de muitas segmentações devido os seus milhares de pensamentos teológicos subjetivos meramente interpretativos e divergentes, estas palavras se tornam debeis aos que estão despertos. Porquanto, este ruído é oco, não tem nele conteúdo que lhe dê alguma firmeza.